Lady Gaga discute fibromialgia na Vogue Cover Story

Lady Gaga aparece na capa da última edição da Revista Vogue e dá uma entrevista sobre seu próximo filme   A Star is Born   com Bradley Cooper. No filme ela interpreta uma cantora e compositora descoberta por Coopers, viciada em bebida e pílula, estrela da música country. É seu primeiro papel principal em um longa-metragem e gera um gigantesco burburinho no Oscar.

Mas o que nos interessa é sua discussão sobre fibromialgia, transtorno de estresse pós-traumático e ansiedade. Ela saiu com o diagnóstico quando foi forçada a cancelar parte de sua turnê em fevereiro. Ela também pode ser vista passando por um surto em seu documentário da Netflix,   Gaga: Five Foot Two  .

Na peça da Vogue, ela vai diretamente para a natureza invisível da fibromialgia:

“Eu me irrito com pessoas que não acreditam que a fibromialgia é real.Para mim, e acho que para muitos outros, é realmente um ciclone de ansiedade, depressão, PTSD, trauma e transtorno do pânico, todos overdriveert o sistema nervoso, e então você tem a dor do nervo devido. As pessoas devem ser mais compassivas. A dor crônica não é uma piada. E acorda todos os dias sem saber como você vai se sentir. “

Alguns outros destaques:

  • Lady Gaga discute sua experiência como uma sobrevivente de agressão sexual e diz: “Ninguém mais sabia disso. Quase parecia que eu estava tentando apagar do meu cérebro. E quando finalmente saiu, era como um monstro grande e feio. E você tem que enfrentar o monstro para curar. ‘
  • Ela discute a PTSD eles sofreram como resultado do ataque e sua convicção de que a parte tem causado sua fibromialgia.
  • “Ele fica melhor a cada dia”, diz ela, “porque eu tenho médicos maravilhosos para cuidar de mim e se preparar para o show.”

Leave a Reply

Scroll to Top